21 ABRIL 2021
10:35:54
INFORMATIVO - MATÉRIAS
04-04-2021 - GUERRA CIVIL DIA 21. MÁFIA TERÁ DE CAPRICHAR NO NÚMERO DE MORTOS

04-04-2021   -   GUERRA CIVIL DIA 21. MÁFIA TERÁ DE CAPRICHAR NO NÚMERO DE MORTOS

 

 

          Vamos tentar aqui traduzir matematicamente a tragédia, adotando uma configuração que mais se aproxime da realidade. Empiricamente poderia ser feito algo mais ajustado, mas faremos algo mais simplório, pois a realidade é mutante.

 

          Como visto na imagem acima, nós fizemos um cálculo de progressão geométrica. Em 16/3/2021, aniversário do vírus chinês no Brasil, haviam morrido 288.846 pessoas de Covid-19 ou com suspeita de Covid-19. Ou seja, em um ano a ditadura chinesa assassinou, em genocídio, 288 mil pessoas no Brasil.

 

          As mortes começaram livremente e só depois foram adotadas medidas sanitárias, entre as quais as quarentenas, que foram intermitentes. Depois partiu-se para o toque de recolher noturno (inconstitucional).

 

          Tirando-se uma média geométrica dos dados atinentes ao número de mortos diários, tem-se uma razão aproximada de 1,0246/dia, ou seja, a cada dia o número de mortos sobe em média geométrica 2,46%. Nisso já está embutida a intermitência das medidas sanitárias, ou seja, se considera o fato de que regras são descumpridas pela população e o fato de que o rigor das medidas variou ao longo do tempo, indo de nenhum, no início de 2020, a semi-radical.

 

          Adotando-se esta razão de 1,0246 obtida em média geométrica, repetindo-se em 2021 o que se viu em média de 16/3/20 a 16/3/21, o número de mortos continuará evoluindo, de forma geométrica. Uma vez atingido um patamar, o número tende a flutuar numa senóide, mas esta tem seu eixo de simetria sempre inclinado para cima, o que é inevitável. Assim, por mais que se faça, mesmo com "lockdowns" super radicais, a tendência é de o número sempre subir. Em determinado ponto, o de hospitais lotados e "lockdown" total, mesmo assim o número tende a subir, pois a base de contaminados não se reduz, espalhando-se o vírus dentro das próprias casas. É como esvaziar o oceano com um balde. É impossível conter a propagação. A propagação pode ser adiada, mas em algum momento ela sempre será retomada.

 

          Se tudo prosseguisse de forma uniforme, teríamos a cada dia os seguintes números de mortos:

 

1(1); 1,0(2); 1,0(3); 1,1(4); 1,1(5); 1,1(6); 1,2(7); 1,2(8); 1,2(9); 1,2(10); 1,3(11); 1,3(12); 1,3(13); 1,4(14); 1,4(15); 1,4(16); 1,5(17); 1,5(18); 1,5(19); 1,6(20); 1,6(21); 1,7(22); 1,7(23); 1,7(24); 1,8(25); 1,8(26); 1,9(27); 1,9(28); 2,0(29); 2,0(30); 2,1(31); 2,1(32); 2,2(33); 2,2(34); 2,3(35); 2,3(36); 2,4(37); 2,5(38); 2,5(39); 2,6(40); 2,6(41); 2,7(42); 2,8(43); 2,8(44); 2,9(45); 3,0(46); 3,1(47); 3,1(48); 3,2(49); 3,3(50); 3,4(51); 3,5(52); 3,5(53); 3,6(54); 3,7(55); 3,8(56); 3,9(57); 4,0(58); 4,1(59); 4,2(60); 4,3(61); 4,4(62); 4,5(63); 4,6(64); 4,7(65); 4,9(66); 5,0(67); 5,1(68); 5,2(69); 5,3(70); 5,5(71); 5,6(72); 5,8(73); 5,9(74); 6,0(75); 6,2(76); 6,3(77); 6,5(78); 6,7(79); 6,8(80); 7,0(81); 7,2(82); 7,3(83); 7,5(84); 7,7(85); 7,9(86); 8,1(87); 8,3(88); 8,5(89); 8,7(90); 8,9(91); 9,1(92); 9,4(93); 9,6(94); 9,8(95); 10,1(96); 10,3(97); 10,6(98); 10,8(99); 11,1(100); 11,4(101); 11,6(102); 11,9(103); 12,2(104); 12,5(105); 12,8(106); 13,1(107); 13,5(108); 13,8(109); 14,1(110); 14,5(111); 14,8(112); 15,2(113); 15,6(114); 16,0(115); 16,4(116); 16,8(117); 17,2(118); 17,6(119); 18,0(120); 18,5(121); 18,9(122); 19,4(123); 19,9(124); 20,4(125); 20,9(126); 21,4(127); 21,9(128); 22,4(129); 23,0(130); 23,6(131); 24,1(132); 24,7(133); 25,3(134); 26,0(135); 26,6(136); 27,3(137); 27,9(138); 28,6(139); 29,3(140); 30,0(141); 30,8(142); 31,5(143); 32,3(144); 33,1(145); 33,9(146); 34,7(147); 35,6(148); 36,5(149); 37,4(150); 38,3(151); 39,2(152); 40,2(153); 41,2(154); 42,2(155); 43,2(156); 44,3(157); 45,4(158); 46,5(159); 47,7(160); 48,8(161); 50,0(162); 51,3(163); 52,5(164); 53,8(165); 55,1(166); 56,5(167); 57,9(168); 59,3(169); 60,8(170); 62,3(171); 63,8(172); 65,4(173); 67,0(174); 68,6(175); 70,3(176); 72,0(177); 73,8(178); 75,6(179); 77,5(180); 79,4(181); 81,3(182); 83,3(183); 85,4(184); 87,5(185); 89,7(186); 91,9(187); 94,1(188); 96,4(189); 98,8(190); 101,2(191); 103,7(192); 106,3(193); 108,9(194); 111,6(195); 114,3(196); 117,1(197); 120,0(198); 123,0(199); 126,0(200); 129,1(201); 132,3(202); 135,5(203); 138,8(204); 142,3(205); 145,8(206); 149,3(207); 153,0(208); 156,8(209); 160,6(210); 164,6(211); 168,6(212); 172,8(213); 177,0(214); 181,4(215); 185,9(216); 190,4(217); 195,1(218); 199,9(219); 204,8(220); 209,9(221); 215,0(222); 220,3(223); 225,7(224); 231,3(225); 237,0(226); 242,8(227); 248,8(228); 254,9(229); 261,2(230); 267,6(231); 274,2(232); 280,9(233); 287,8(234); 294,9(235); 302,2(236); 309,6(237); 317,2(238); 325,0(239); 333,0(240); 341,2(241); 349,6(242); 358,2(243); 367,0(244); 376,1(245); 385,3(246); 394,8(247); 404,5(248); 414,5(249); 424,7(250); 435,1(251); 445,8(252); 456,8(253); 468,0(254); 479,5(255); 491,3(256); 503,4(257); 515,8(258); 528,5(259); 541,5(260); 554,8(261); 568,4(262); 582,4(263); 596,8(264); 611,4(265); 626,5(266); 641,9(267); 657,7(268); 673,9(269); 690,4(270); 707,4(271); 724,8(272); 742,6(273); 760,9(274); 779,6(275); 798,8(276); 818,5(277); 838,6(278); 859,2(279); 880,4(280); 902,0(281); 924,2(282); 947,0(283); 970,2(284); 994,1(285); 1018,6(286); 1043,6(287); 1069,3(288); 1095,6(289); 1122,6(290); 1150,2(291); 1178,5(292); 1207,5(293); 1237,2(294); 1267,6(295); 1298,8(296); 1330,7(297); 1363,5(298); 1397,0(299); 1431,4(300); 1466,6(301); 1502,7(302); 1539,6(303); 1577,5(304); 1616,3(305); 1656,1(306); 1696,8(307); 1738,5(308); 1781,3(309); 1825,1(310); 1870,0(311); 1916,0(312); 1963,2(313); 2011,5(314); 2060,9(315); 2111,6(316); 2163,6(317); 2216,8(318); 2271,3(319); 2327,2(320); 2384,5(321); 2443,1(322); 2503,2(323); 2564,8(324); 2627,9(325); 2692,6(326); 2758,8(327); 2826,7(328); 2896,2(329); 2967,4(330); 3040,4(331); 3115,2(332); 3191,9(333); 3270,4(334); 3350,8(335); 3433,3(336); 3517,7(337); 3604,3(338); 3692,9(339); 3783,8(340); 3876,9(341); 3972,2(342); 4069,9(343); 4170,1(344); 4272,6(345); 4377,8(346); 4485,4(347); 4595,8(348); 4708,8(349); 4824,7(350); 4943,4(351); 5065,0(352); 5189,6(353); 5317,2(354); 5448,0(355); 5582,1(356); 5719,4(357); 5860,1(358); 6004,2(359); 6151,9(360); 6303,3(361); 6458,3(362); 6617,2(363); 6780,0(364); 6946,8(365)

Soma dos termos da PG: 289295,8

 

          O valor 289.295 ficou diferente por causa do arredondamento da razão. E na vida real não existe meio morto.

 

          Já fizemos a conta. Se as 55 mil UTIs inicialmente disponíveis no país estivessem vazias, seria preciso dividir os 2% de mortos (potencialmente 4,24 milhões) por essas vagas. Como cada internado fica 14 dias doente, temos 4,24 milhões dividido por 55 mil, o que dá 77, que vezes 14 dá 1079 dias, ou 2,95 anos. Como as UTIs não são só para o vírus chinês, tem-se que o país teria de adotar medidas sanitárias super radicais por quase uma década para os hospitais poderem comportar a demanda. E mais de 80% dos que vão para as UTIs morrem. Assim, em boa parte, é um esforço sem sentido, considerando-se a não adoção de remédios como Ivermectina e Cloroquina precocemente. 

 

          O Brasil tem condições de ficar uma década em "lockdown"? Foi feita esta conta pelos governadores e prefeitos? Há auxílio emergencial para uma década de socorro? A queda na arrecadação tributária por uma década chegará a que ponto? Depressão econômica por uma década. Pessoas trancadas em casa por uma década. Conhecemos já pessoas que estão surtando por ficar dentro de casa, tal como o cabo PM Wesley. Wesley não "surtou". Mas as pessoas dentro de casa sim estão "surtando". Elas acham que a coisa vai resolver depois de amanhã. Não fizeram estas contas todas.

 

         Isso tudo nós calculamos considerando uma letalidade de 2%. No final, segundo alguns estudos, poderá ser inferior a 0,5%.

 

          Para completar, estudos no Chile indicaram que a doriavac não funciona, não produz anticorpos suficientes. A própria bula da empulhação diz que poderá ser necessária uma terceira dose e que não se sabe se a chingvac funcionará. Mas o dinheiro vai para o bolso dos políticos corruptos.

 

          E seguem as histórias de novas cepas perigosas.

 

          A máfia terá de caprichar no número de mortos para poder fazer fechar toda a história. Durante este mês será preciso chegar a um patamar estável de mais de 10 mil mortos diários para fazer a coisa parecer o que dizem que é. Dirão que a solução é "lockdown" total, dia e noite, durante toda a semana.

 

          A briga toda é porque governadores e prefeitos corruptos querem fechar a cidade, sob a justificativa de que só assim todo o oceano poderá ser esvaziado com um balde em poucas semanas. Essas poucas semanas já vararam um ano e até agora nada foi resolvido. Enquanto isso, o oceano da economia vai por água abaixo, descendo pela borda da terra plana, esvaziando rapidamente, com muito mais velocidade do que a propagação de mortes. É. Esta é a realidade, em termos analógicos. Com o "lockdown" querem esvaziar o oceano com um balde. E com o "lockdown" fazem o oceano da economia escoar pelas bordas da terra plana, rapidamente se esvaziando. A utópica contenção das mortes segue de forma insana ao passo que a inexorável destruição econômica segue a clássica ortodoxia, sem oferta, não há demanda e sem demanda não haverá oferta, ou seja, enquanto tenta-se conter mortes no varejo do bairro, no atacado planetário a economia vai por água abaixo. 

 

          Chegará um dia em que a toalha terá de ser jogada. Neste dia, porém, todo o palco já terá desmoronado.

 

          Com, em tese, no mínimo 15 milhões de pessoas já contaminadas (considerando-se 2% de letalidade), e 25 milhões de doses mensais aplicadas, evitar-se-iam 500 mil mortes potenciais por mês. 

 

          Nesta toada, seriam necessários oito meses e meio para vacinação total. Como uma parte vai morrer da doença antes de se vacinar, chega-se à conclusão de que em tese em cerca de quatro meses o problema estará resolvido, considerando-se vacinas funcionando. Até lá uma parte morrerá e não precisará tomar a vacina.

 

          Seja como for, a máfia precisa caprichar no número de mortos. Estão faltando caixões para a história toda colar. Este mês tem de chegar a 10 mil mortos diários. Dirão que o "lockdown" funcionou e então as mortes diminuíram. O excesso de contagem para chegar a 3 mil diários vai prejudicar a contabilidade agora, pois o esforço de alavancagem do número de mortos para tocar o terror do "impeachment" tem como contrapartida uma redução no futuro, quando então os números precisam voltar à linha de tendência de progressão esperada para o tempo futuro. Só que a linha de tendência de progressão esperada para o tempo futuro tendo em vista o patamar artificial já alcançado indica um patamar de 10 mil mortos diários ainda neste mês. São todas estas coisas que fazem com que nada encaixe na história ao longo do tempo, demonstrando-se a construção de contextos estanques válidos somente para o tempo da divulgação e que não casam com os fatos anteriores e posteriores. Nos últimos dias, como dissemos, haveria um esforço para se atingir os 3 mil mortos diários, para isso ser usado como ferramenta de justificação de "lockdowns" e acusações infundadas contra o presidente da República.

 

          Considerando-se agora uma letalidade de menos de 0,5%, cerca de metade da população já teria se contaminado e a velocidade da propagação tenderia a diminuir, o que somado à vacinação produziria uma contínua diminuição do número de mortos.

 

          Veja-se só quanto tempo gasto para comentar de assuntos periféricos. Enquanto isso, o criminoso Lula mandou os bandidos que ele colocou no STF livrarem a cara dele e ao mesmo tempo mandou estes bandidos que colocou no STF prenderem o povo em casa. Você está preso em casa, por ordem de Lula, para que Lula seja liberado pelos vagabundos que colocou no tribunal. Esta é a história em resumo, um completo absurdo.

 

          Todos estão "surtando" em casa, com medo da morte, com medo da prisão, com medo da multa. Enquanto isso o maior canalha da história segue livre, leve e solto, a maior de todas as aberrações, agindo em conluio com a máfia genocida chinesa.

 

          O genocídio perpetrado pela ditadura chinesa foi um grande golpe, levado a cabo em associação com as organizações criminosas locais. Foram os eventos em curso no Ocidente que levaram ao atentado terrorista biológico chinês. No caso dos EUA, a programação de Donald Trump de trazer de volta empresas para a América. No caso do Brasil, o fator determinante foi a iminente queda do STF, acossado por inúmeras denúncias de crime de responsabilidade, entre as quais a que apresentamos em 2019, quarenta e cinco dias antes de o vírus de laboratório ser disseminado no ambiente pela ditadura chinesa. O Ocidente estava se levantando após anos de letargia globalista e comunista. Foi preciso golpear duramente esses países para que o império ditatorial chinês sobrevivesse e ainda virasse a mesa, apossando-se de tudo. Não se pode dizer que as máfias locais embarcaram no atentado terrorista, tirando proveito da oportunidade. Não. Já estava tudo combinado previamente, pois as máfias mantêm intenso contato, tanto que a ditadura chinesa irá agora bancar as campanhas eleitorais no Brasil, que será uma colônia chinesa comandada pelo ladrão Luís Inácio, o novo ministro plenipotenciário. Sempre esteve tudo combinado, de antemão. Terrorismo, assassinato, genocídio. Foro de São Paulo, organização criminosa terrorista internacional. Vale tudo pelo poder, inclusive o sangue de milhões de pessoas. Esta é a realidade. Pena de morte, se existisse, seria pouco para tudo o que foi visto no STF, que faz parte deste genocídio também, como braço da organização criminosa petista (o genocídio veio para livrar o tribunal corrupto da pressão a que estava submetido e que o levaria à cadeia, pondo fim à ditadura civil petista brasileira, que funcionaria como administradora da colônia chinesa constituída pelo território brasileiro). Até mesmo as penas cruéis, proibidas pela Constituição, seriam também pouco para esta gente abjeta. Como dito, os canalhas do STF precisam viver, viver o resto das vidas deles numa cela comum.

 

          Esta é toda a realidade. Não se trata de política. Trata-se de terrorismo. Nacional e internacional. Terrorismo praticado por meio de um genocídio paulatino. Em âmbito planetário, é a III Guerra Mundial. Em âmbito interno, tem-se uma guerra civil na qual um atentado terrorista biológico foi usado como meio diversionista de tirar o foco do principal câncer nacional: a corrupção no STF, hoje completamente desmoronado. Milhões de pessoas pagarão com a vida para que os mega escândalos de corrupção judicial no STF sejam enterrados pelo esquecimento. A canalhice não tem limite. Pena de morte, se houvesse, para essa gente, seria pouco, mas muito pouco mesmo.

Nova pagina 1
     Globalizalização.Net
   
 
A Globalização e os Trinta Anos de Indexação no Brasil

E-Mail:
contato@globalizacao.net    
 
Copyright ©2021 Globalizacao.Net. Todos direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Globalizacao.Net! Desenvolvimento: WDSistemas Internet Solution.