15 MAIO 2021
10:17:15
INFORMATIVO - MATÉRIAS
01-05-2021 - GUERRA CIVIL DIA 48. DIA DE PROTESTO POR INTERVENÇÃO MILITAR, HOJE EM TODO O BRASIL

01-05-2021   -  GUERRA CIVIL DIA 48. DIA DE PROTESTO POR INTERVENÇÃO MILITAR, HOJE EM TODO O BRASIL

 

 

          Para hoje, 1/5/21, foram marcados protestos por intervenção militar em todo o Brasil.

 

          Ela consiste na aplicação do artigo 142 da Constituição, segundo o qual as Forças Armadas podem ser chamadas pelo chefe de qualquer um dos Três Poderes, seja para GLO (garantia da lei e da ordem), seja para garantia dos próprios Poderes (o que em tese seria uma GLO também, mas de maior abrangência, uma GLO contra a corrupção no STF e contra a omissão do Senado).

 

          A regra foi inserida na Constituição originalmente em 1988 e tinha por objetivo, no caso de garantia dos Poderes, evitar uma situação exatamente como a atual, onde a corrupção impera na cúpula do Poder Judiciário e impera no Poder Legislativo, ambos atuando de forma criminosa e ditatorial contra o Poder Executivo.

 

          O Judiciário opera de maneira criminosa ao tomar decisões ilegais, seja contra o governo federal, seja para favorecer criminosos alcançados pela lava-jato.

 

          Já o Legislativo opera de maneira criminosa ao se omitir quanto à cassação dos integrantes do Judiciário que cometeram, cometem e continuarão cometendo crimes de responsabilidade.

 

          É exatamente para uma situação como a atual que existe a possibilidade de garantia de Poder prevista no artigo 142, por meio das Forças Armadas.

 

          Não se trata de teoria da conspiração, é fato. E é coisa comum na história, o abuso de poder e o desvio de finalidade. A regra do artigo 142 não foi criada com base em conjecturas especulativas sobre um futuro hipotético. Não, ela foi criada com base na experiência histórica acumulada ao longo dos séculos no tocante ao que se tem por Estado. 

 

          É para exigir isso que o povo vai para a rua hoje.

 

_________________________________

 

          Nós já vimos aqui exaustivamente isso tudo em detalhes. Veja no "link" abaixo:

 

REGRAS CONSTITUCIONAIS ARTs 34 136 137 142

 

          Nosso vídeo sobre o artigo 142, de 2017:

 

 

_____________________________

 

          A máfia, como sempre, procura desvirtuar tudo, espalhando mentiras pela internet, como as mencionadas pelo impostor identificado abaixo:

 

IMPOSTOR

 

  

          O impostor fala que pedida a intervenção seria preciso votação no Congresso para autorizar. Mentira. A intervenção é justamente contra o Congresso omisso e por causa do Congresso omisso. Não existe votação. Intervenção é emprego de força bruta, justamente porque as vias institucionais normais estão corrompidas. Portanto, mente o impostor. E nem existe regra sobre tal autorização.

 

          O impostor fala que pedida a intervenção, o presidente sai do cargo e há novas eleições em 90 dias. Mentira. O presidente continua no cargo. Não há qualquer regra sobre eleição em 90 dias no caso de intervenção militar. Mente o impostor. Essa mentira tem por objetivo desestimular o público a exigir a intervenção, incutindo a mentira de que Bolsonaro teria de também deixar o poder.

 

          Essas mentiras têm sido insistentemente espalhadas por diversos impostores, sempre com o fim de desestimular as pessoas, fazendo-as acreditarem que dependeria justamente dos bandidos a sua implementação, ou seja, que sem autorização dos bandidos ela não ocorreria, razão então pela qual todos deveriam enfiar a viola no saco. Mentira deslavada.

 

          Pedir para os bandidos autorizarem uma intervenção (artigo 142) contra os bandidos! Veja que mentira deslavada!

 

          No fim, o impostor sugere que o povo deve pedir a intervenção federal (artigo 34), que é outra coisa e que não se presta a resolver o tamanho de problema que se tem hoje, corrupção total no STF conjugada com omissão criminosa do Senado.

 

          Quem quer falar sobre um assunto, dizendo-se conhecedor, e ainda quer ensinar os outros sobre o que deve ser pedido e fala mentira é impostor, está a serviço da máfia. É o que se tem acima.

 

          Sobre as diferenças entre o artigo 34 e o artigo 142 nós já falamos. Veja no "link" acima indicado.

          

 

__________________________

 

          Sobre o "lockdown" em Araraquara temos hoje um vídeo de boçalidade extrema em que alegados "cientistas" dizem que a medida deu certo, pois reduziu as internações (o curioso é que esses canais ultramarinos novos são detectados logo de cara, sem nem ainda entrar no assunto, parece que a coisa vem escrita na testa das pessoas):

 

            

          Ora, se todos ficarem em casa para sempre, nunca mais saírem de casa, o vírus realmente vai acabar.

 

          Não é esse o ponto. Há mais de um ano tudo está parado e o vírus continua a se espalhar. Até quando permanceria o "lockdown"? Até o ano de 2.121?

 

          É evidente que alguma redução há na contaminação com um "lockdown", mas ao se retomar a atividade todo o ciclo de propagação postergado é retomado, de forma que só se perde tempo, dinheiro, empregos e empresas. Morrer vai todo mundo morrer. A diferença é que será apenas depois em vez de ser agora.

 

           Os ditos "cientistas" se alegraram porque foram reduzidas as internações.

 

          Mas ao mesmo tempo formou-se, lá em Araraquara mesmo, como visto ontem, a fila com os famintos, desempregados e falidos, alguns dos quais vão morrer de fome ou ter doenças por causa da inanição:

  

 

          A Argentina ficou em "lockdown", o mais longo de todos, desde o começo. A coisa (o vírus chinês) lá está andando, foi apenas adiado o problema de saúde, criando-se gigantescos problemas econômicos, algo que no saldo geral pesará muito mais do que as relativamente poucas mortes (que são inexoráveis, pois a doença é só mais uma dentre tantas outras que matam pessoas na mesma ordem de grandeza).

 

          Seguindo a mentalidade tacanha generalizada, nós vamos ajuizar uma ação no STF para termos o direito de viver para sempre. A Constituição garante direito à vida, mas como todos sabemos ninguém vive para sempre. Como é um direito constitucional previsto e o tribunal sempre legisla, vamos então ajuizar esta ação. O STF vai garantir que nós não vamos morrer, vai revogar até a lei divina. Piada, né?

 

          O canal científico ultramarino mais acima já era conhecido há algum tempinho, mas desde o início o que chamou a atenção foi a covinha do lado da alcinha. E desde o início já ficou visto ser algo ultramarino, mesmo quando se falava sobre outros assuntos. A esquerdologia globalista apalermante (sic) é uma coisa meio genética, dá para ver pintada na testa dos outros logo de cara, mesmo que não se esteja falando de política. A novidade dita pelos "cientistas" é que pessoas assintomáticas estão tendo seqüelas físicas da contaminação, como problemas neurológicos. Pode? Pode, Arnaldo?

 

          O problema neurológico ocorre por causa do demasiado tempo sem respirar ou com respiração altamente deficiente, o que danifica o cérebro. É daí que vem o problema neurológico de algumas pessoas. Mas são pessoas que tiveram sintomas de relativa intensidade, não é o caso de assintomáticos. 

 

___________________________

 

          Todo o atual desastre tem tido ampla propagação por causa de um problema muito mais profundo: física, química, biologia e matemática, matérias de segundo grau (ensino médio). As pessoas hoje não sabem quanto é 5% de 100. E muito menos o que tem dentro de uma célula ou de um átomo. E não sabem fazer também regra de três, para saber a proporção por milhão de habitantes do que se passa num país ou noutro.

 

          Este desastre educacional foi produzido pela hiperinflação dos anos 80 e 90, que destruiu o serviço público, transformando salários em pó. Os bons professores abandonaram as escolas públicas naquela época e hoje já são aposentados ou morreram. O "cientista" que acaba de se formar hoje é alguém que nasceu quando a escola pública já tinha sido completamente destruída. Quem nasceu em 1990 está agora com 31 anos de idade, é um completo pária, incapaz de correlacionar alhos com bugalhos, seja em física, seja em química, seja em biologia, seja em matemática, em nível escolar. É como o engenheiro de hoje em dia que não sabe usar o compasso e não sabe para que ele serve. É a "Pátria Educadora" dilmista, a tragédia que sucedeu o fim do ensino básico e fundamental: dar vagas nas universidades por meio de cotas, vagas para aqueles que se formaram na aprovação automática criada na década de 90. Daí vem o advogado de hoje em dia, que como Janaína Paschoal acredita que coisa julgada pode ser revista só porque mudou a composição do tribunal e desde que não tenha passado muito tempo, em completo desprezo ao princípio da impessoalidade. 

 

          Esta é uma questão até agora não enfrentada com a devida ênfase pelo governo Bolsonaro. Mas ... se ele for lidar com isso com a devida seriedade será o seu maior "pecado mortal". Será crucificado vivo, colocado na câmara de gás e depois queimado na fogueira da inquisição petista, comunista, vigarista e globalista.

 

          Por tudo isso têm sucesso os impostores e toda sorte de boçalidade.

 

          Por tudo isso, hoje é dia de exigir intervenção militar, artigo 142, ordenada por Bolsonaro, que continua no poder civil, para colocar na cadeia todo o STF corrupto. E quem mais se opuser ao restabelecimento da ordem pública, como governadores e congressistas corruptos. 

Nova pagina 1
     Globalizalização.Net
   
 
A Globalização e os Trinta Anos de Indexação no Brasil

E-Mail:
contato@globalizacao.net    
 
Copyright ©2021 Globalizacao.Net. Todos direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Globalizacao.Net! Desenvolvimento: WDSistemas Internet Solution.