16 SETEMBRO 2021
18:30:37
INFORMATIVO - MATÉRIAS
14-09-2021 - GUERRA CIVIL DIA 184. PuTaria NO STF SEGUE AVANTE: EM MAIS UMA FRAUDE, PROCESSO DE EDUARDO CUNHA É ANULADO

14-09-2021   -   GUERRA CIVIL DIA 184. PuTaria NO STF SEGUE AVANTE: EM MAIS UMA FRAUDE, PROCESSO DE EDUARDO CUNHA É ANULADO

 

 

          O que era provável, seguindo o padrão de sempre, aconteceu. Os canalhas esperaram passar um tempinho e já aprontaram de novo. Desta vez foi anulado o processo de Eduardo Cunha, lançando-se mão da fraude de remeter para justiça eleitoral a lide, que na verdade é de competência da justiça federal. 

 

          Ontem a dupla de corruptos da Segunda Turma, Gilmar e Lewandowski, votou pela anulação do processo de Cunha, levando a empate. O sofista petista corrupto Fachin votou contra, para fazer o jogo de cena de sempre. E o novato Kassio, fazendo jogo de cena também, votou contra. Com o empate, por a Turma estar desfalcada, ficou valendo o mais favorável para o réu.

 

          Essa PuTaria de remeter processos para a justiça eleitoral está detalhada na nossa denúncia de crime de responsabilidade apresentada ao Senado em 01-10-2019, da página 3806 à página 3970. Trata-se de fraude processual, crime de obstrução da justiça, lançando-se mão de deturpação na interpretação da lei. Essa fraude veio em substituição da fraude da restrição do foro privilegiado, que nós denunciamos na justiça, no MPF, na PGR e no próprio STF. É uma fraude substitutiva da fraude originalmente criada, a da restrição do foro. Na fraude da restrição do foro a idéia foi ressuscitar de forma velada o verbete de súmula 394 do STF, que foi cancelado em 1999. Assim, os ocupantes de cargo com prerrogativa de foro passariam a ter prerrogativa de foro eterna, mesmo após deixado o cargo. E processos seriam então anulados no futuro por conta disso.

 

____________________

 

          Como dissemos, a máfia não tem palavra. Com a máfia não se negocia. Certo é que a Lava-jato não fez parte de qualquer suposto acordo que tenha existido. Mas os canalhas deveriam ter tomado tenência. Não tomaram. Continuam aprontando. E com gosto.

 

          Mas há a chantagem. Se não livrassem a cara de Cunha, que agora vai corromper o juiz da justiça eleitoral, caso o caso não tenha caído na prescrição, Cunha os delataria.

 

          Já Dirceu exigirá a manutenção do ataque contra o governo. Caso contrário pode também dinamitar o tribunal corrupto de vassalos a seu serviço.

 

_______________________

 

          O desafio é gigantesco, a coisa é grande, demorou décadas para se deteriorar. Mas o começo de toda a mudança passa por colocar na cadeia todos os corruptos do STF, consertar esse que é o maior rombo no casco do navio já cheio de furos.

 

          Os dias estão passando. E esse foi o primeiro sinal de vida do STF depois de 7/9, mais uma merda feita. Indica já o viés do que vem pela frente, sorrateiras e traiçoeiras manobras de sabotagem e encastelamento que serão sutilmente retomadas. Ocorrendo isso e não sobrevindo a intervenção militar, o apoio a Bolsonaro tenderá a deteriorar significativamente, baixando para nível crítico.

 

          Sem a intervenção militar ou com Bolsonaro assassinado, o que resta é a guerra civil total, no estilo Osama Bin Laden.

 

          A economia foi salva por ora. Mas um tiro na cabeça pode levar tudo de roldão a qualquer momento. É por ora, agora, o cenário mais provável. 

 

          Como dissemos, pequenos e médios empresários devem aproveitar a atual calmaria para se desfazer do patrimônio imobilizado no Brasil e montar o mesmo ou outro negócio no exterior transferindo o capital. O destino mais seguro agora é Júpiter ou Mercúrio, onde não há sondas chinesas de exploração no momento.

          

________________________

 

          Na Argentina, nas eleições legislativas, a alegada "direita" venceu. Mas o país está agora destruído e entregue à China. E é preciso ver quem são os que se dizem de "direita". São mesmo de "direita"? Ou são novos Kims, novos Mamãe falei, novas Joices, novos frutas, novos novos, novos Eustáquios, novos Olímpios e novos Kajurus? Essa é a coisa. Mudou mesmo? Até um famoso adepto do "anarcocapitalismo" foi eleito ("libertário").  Embora até existam libertários da gema (como o do canal que mostramos abaixo), o "anarcocapitalismo" é uma das bandeiras diversionistas gramscianas/globalistas, uma nova frente de diluição da institucionalidade estatal, tal como a "destruição do patriarcado" pregada por dementados como Érika Kokay e companhia, a destruição da família, a destruição da base da sociedade, que é assumidamente confessada como meio que justifica um suposto fim, o de construção da sociedade comunista. O "anarcocapitalismo" come por cima e por fora, digerindo o Estado, e a putaria de Kokay come por baixo e por dentro, digerindo a família, a base da sociedade. Este é o esquema. Mas as duas estratégias que têm por pano de fundo o "know-how" comunista stalinista são hoje instrumentos da máfia globalista, que tem por objetivo zerar referências de espaço e tempo, e dentro do tempo, o futuro. Todos devem ter por referência o nada, acostumando-se à vida de pária, de súdito da nobiliarquia oligárquica fascista. Em vez de se congelar o cérebro do sujeito, como faz a ditadura chinesa, a máfia globalista prefere esvaziá-lo, usando para isso o "know-how" comunista, um comunismo que não leve a lugar algum, apenas à miséria e à ignorância, formando-se pessoas que sejam escravizadas, sem ser a contragosto.

 

 

 

           Enquanto isso, como dissemos, as máfias globalista e chinesa estão em guerra. Uma vez destruída a ameaça representada por Donald Trump e estando prestes a se concretizar o mesmo no Brasil, a união entre as máfias cessou e agora é cada uma por si. Ambas voltaram-se então uma contra a outra para ver quem vai comer quem:

 

 

 

Abaixo temos:

 

         Nossa denúncia de 4.166 páginas apresentada no Senado Federal contra os onze marginais do STF que foram acusados de crime comum: integração de organização criminosa, obstrução da justiça, corrupção passiva, prevaricação e abuso de autoridade, ao longo de mais de uma década de bandalheira judicial no STF (e a prática de crime comum perfaz a de crime de responsabilidade):

  

https://drive.google.com/file/d/1jc1forISjO581qZ4N8Aw_ywp6EVJkOPK/view

  

          A denúncia foi apresentada em 01/10/2019 no Senado Federal e tem 103 anexos. Um dos anexos é o 39, um "banner" com 36 metros de comprimento por 0,9 m de altura, com um resumo iconográfico dos itens da denúncia e que foi criado para expor em resumo os motivos que levaram ao possível assassinato de Teori Zavascki (ministro relator da Lava-jato no STF) em 2017:

 

         ANEXO 39

 

https://drive.google.com/file/d/1DJTwRKex-1zIg80AJQYviZhm9oSHHOGJ/view

  

          Abaixo tem-se as 20.706 páginas do nosso processo no STF, PET 7706, no qual foram feitas quatro perguntas sobre o significado do decidido na questão de ordem na ação penal 937 em que o tribunal legislou (sem poder), efetuando o que chamou de restrição das hipóteses de prerrogativa de foro ("restrição do foro privilegiado"). O tribunal se recusou a responder a quatro perguntas sobre o significado do decido na QO/AP 937.

 

          Nesta ação foi dito que se tratou de uma fraude e os ministros foram acusados em juízo de integração de organização criminosa, obstrução da justiça, corrupção passiva, prevaricação e abuso de autoridade. Formaram-se provas incontroversas da fraude judicial, sendo incriminados os onze ministros, o PGR e o vice-PGR. E foi informado dentro desta ação que numa outra, a 50211961120184047000, no TRF4, ação cautelar antecedente de ação popular, foi pedida a prisão preventiva de todos, com afastamento do exercício da função pública, lançando-se mão do direito de ação penal privada subsidiária da ação penal pública, previsto em cláusula pétrea constitucional, ante a prevaricação comprovada da PGR. E foi informado também na ação PET 7706/STF que na ação 50211961120184047000/TRF4 foi requerido que seja oficiado à presidência da República para que seja decretada a intervenção militar prevista no artigo 142 da Constituição, para que se dê poder de polícia suficiente para o TRF4 decretar a prisão preventiva dos ministros do STF ante a prevaricação geral. A ação no TRF4 aguarda julgamento de suspeição do desembargador relator (o plantonista de 2018 que quis tirar o marginal Lula da cadeia). Veremos agora até onde vai a corrupção dentro do Judiciário.

 

          No "link" abaixo tem-se os autos do processo PET 7706 no STF, com as 20.706 páginas, processo que tramitou de 2018 a 2021:

 

https://drive.google.com/file/d/19zFs7TvDK_hm_WaRRzkEdMv2HtSrL36g/view

 

          Os arquivos são pesados, têm 398 MB, 116 MB e 943 MB respectivamente. Clique no "link" e depois clique no ícone de "download" e clique depois para fazer o "download" sem a verificação de vírus. O "download" é gratuito.

 

          Baixe também no "link" no pé da página o nosso livro publicado em 2000, "A globalização e os trinta anos de indexação no Brasil", um roteiro histórico, político, jurídico, econômico, financeiro e sociológico sobre a inflação no Brasil. Trabalho insuperável publicado na versão impressa no ano 2000. O "download" é gratuito. Aí estão explicadas as raízes do atual desastre civilizacional. Baixe também a parte 2 do livro, que é uma errata e atualização de informações até 2002.

Nova pagina 1
     Globalizalização.Net
   
 
A Globalização e os Trinta Anos de Indexação no Brasil

E-Mail:
contato@globalizacao.net    
 
Copyright ©2021 Globalizacao.Net. Todos direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Globalizacao.Net! Desenvolvimento: WDSistemas Internet Solution.