24 JULHO 2019
03:52:41
INFORMATIVO - MATÉRIAS
15-04-2019 - CHEGOU A HORA DA INTERVENÇÃO MILITAR: STF CENSURA REVISTA PARA ABAFAR ESCÂNDALO DE TOFFOLI

15-04-2019   -   CHEGOU A HORA DA INTERVENÇÃO MILITAR: STF CENSURA REVISTA PARA ABAFAR ESCÂNDALO DE TOFFOLI


          A Revista Crusoé foi censurada hoje às 11h da manhã por ordem do STF. Multa de R$ 100 mil por dia se não cumprir. Ordem para retirar a reportagem do ar que trazia informações sobre depoimento de Marcelo Odebrecht à "Lava-jato " que trazia indício de envolvimento de Dias Toffoli com negociatas da empresa na construção de hidrelétrica em 2007, quando Toffoli era Advogado-geral da União. Em mensagens ele aparece como "Amigo do amigo de meu pai", amigo de Lula, pois Lula era o "amigo" do pai dele. Em depoimento, segundo informado pela revista, Marcelo Odebrecht confirmou que o codinome "Amigo do amigo de meu pai" se referia a Dias Toffoli.


          ________________________

 

          Tiro de metralhadora no pé. Com este escândalo da censura, mais um crime cometido pelos marginais do STF, virà à tona agora de uma só vez uma lista de verdades que estavam sob o tapete:


          1) A situação da chantagem que sofre o STF é gravíssima e Lula será solto a qualquer momento, tendo seu processo anulado;


         2) Os movimentos de rua são controlados pela máfia petista, pois nada de relevante deve acontecer hoje no decorrer do dia até a noite (numa situação normal, as ruas seriam entupidas de gente e o STF seria invadido, para que os marginais fossem à força retirados e presos em flagrante pelo próprio povo);


          3) A imprensa inteira não noticiará o escândalo com destaque e nem se pronunciará em nota contra a bandidagem, demonstrando que é conivente com o crime, a tal Globolixo;


          4) O último limite de tolerância foi ultrapassado e a hora da intervenção militar chegou, no entanto, veremos como se portarão os generais;


          5) Sérgio Moro saiu para ser ministro, mas não adianta mais disfarçar. Ele precisa se impor e começar a falar as verdades sobre o STF;


          6) O mesmo vale para Bolsonaro. O café com leite, a lua de mel, acabou. É hora de partir para as cabeças;


          7) Os sensíveis Antagonistas agora viram com o que estão lidando, mas é tarde demais;


          8) O povo, se não encher hoje as ruas muito mais do que em 2016, dará demonstração de sua indolência e da margem de possibilidade para que Lula enfim seja solto;


          9) A catedral em chamas, o Facebook fora do ar e coisas do tipo dão a dimensão da crise: ela é internacional, não interessa para as máfias do mundo inteiro um governo honesto como o de Bolsonaro e o de Trump nos Estados Unidos, por isso as distrações para desviar o foco e as limitações das "redes sociais", cujo apagão pode ter sido já em função de fatores ligados à atuação mafiosa comunista vigarista capitalista internacional;


          10) Os jornalistas foram intimados a prestar esclarecimentos perante a Polícia Federal; terão de logicamente mostrar o documento em que se fundou a reportagem e a fonte, caso queiram se impor à ditadura da toga; supondo que a revista tivesse se enganado, o que teria acontecido seria um golpe forjado pela máfia petista para chantagear o tribunal (nesse caso, a revelação da fonte indicaria quem é o chantagista que ameaça o tribunal; sendo a fonte e o documento idôneos, não se tratará de "fake news" e aí entrará em cena o abuso de autoridade do tribunal, abuso de poder, atuação ditatorial, que caracteriza mais um crime de responsabilidade e também crime comum, organização criminosa);


          11) A censura tem de ser pedida por alguém, não pode ser determinada de ofício. A procuradora-geral entra na história da farsa também, mostrando sua cara, ao nada fazer quanto ao escândalo da censura. Quem fez o pedido? Foi Toffoli?


          12) O Senado, ao silenciar e nenhuma providência tomar para cassar imediatamente o tribunal mostra a sua verdadeira face, onde a criminalidade é majoritária.

 

__________________________

 

 

          A Censura, segundo noticiado pelo "site" "O Antagonista", também censurado:

 

https://www.oantagonista.com/brasil/urgente-ministro-do-stf-censura-crusoe/

 

URGENTE: MINISTRO DO STF CENSURA CRUSOÉ

Brasil 15.04.19 13:19

 

          Desde o fim da manhã desta segunda-feira, 15, Crusoé está sob censura, por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.


          Passava pouco das 11 horas da manhã quando um oficial de Justiça a serviço da corte bateu à porta da redação para entregar cópia da decisão.


          Alexandre de Moraes determina que Crusoé retire “imediatamente” do ar a reportagem de capa da última edição, intitulada “O amigo do amigo de meu pai”.


          A decisão é extensiva a O Antagonista.


          Moraes também ordena que a Polícia Federal intime os responsáveis pela publicação da reportagem “para que prestem depoimentos no prazo de 72 horas”.


          O ministro afirma haver “claro abuso no conteúdo da matéria veiculada”.


          A reportagem de que trata a decisão do ministro foi publicada com base em um documento que consta dos autos da Operação Lava Jato.


          Nele, o empreiteiro Marcelo Odebrecht responde a um pedido de esclarecimento feito Polícia Federal, que queria saber a identidade de um personagem que ele cita em um e-mail como “amigo do amigo de meu pai”.


          Odebrecht respondeu tratar-se de Dias Toffoli, conforme revelou Crusoé em sua edição de número 50, publicada na última sexta-feira, 12.


          No despacho de três páginas, Alexandre de Moraes primeiro menciona o inquérito aberto por Toffoli em março, e dentro do qual a decisão foi tomada: “Trata-se de inquérito instaurado pela Portaria GP No 69, de 14 demarço de 2019, do Excelentíssimo Senhor Ministro Presidente, nos termos do art. 43 do Regimento Interno desta CORTE, para o qual fui designado para condução, considerando a existência de notícias fraudulentas (fake news), denunciações caluniosas, ameaças e infrações revestidas de animus caluniandi, diffamandi ou injuriandi, que atingem a honorabilidade e asegurança do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, de seus membros e familiares, extrapolando a liberdade de expressão”.


          Em seguida, ele afirma que ainda na sexta-feira, dia da publicação da reportagem, Dias Toffoli “autorizou” a investigação sobre a reportagem. O ministro reproduz a mensagem que recebeu de Toffoli:


          “Exmo Sr Ministro Alexandre de Moraes, Permita-me o uso desse meio para uma formalização, haja vista estar fora do Brasil. Diante de mentiras e ataques e da nota ora divulgada pela PGR que encaminho abaixo, requeiro a V. Exa. Autorizando transformar em termo esta mensagem, adevida apuração das mentiras recém divulgadas por pessoas e sites ignóbeis que querem atingir as instituições brasileiras.”


          Toffoli, no pedido para que a reportagem fosse objeto de apuração, alegando tratar de “mentiras” destinadas a atingir as “instituições brasileiras’, se refere a nota oficial divulgada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) dizendo não ter recebido, ainda, cópia do documento enviado à Lava Jato por Marcelo Odebrecht e revelado por Crusoé.


          É justamente à nota de Raquel Dodge que Alexandre de Moraes se apega para ordenar a censura, alegando que a reportagem é “um típico exemplo de fake news”.


          Diz o ministro:


          “Obviamente, o esclarecimento feito pela PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA tornam falsas as afirmações veiculadas na matéria “ O amigo do amigo de meu pai”, em típico exemplo de fake news – o que exige a intervenção do Poder Judiciário, pois, repita-se, a plena proteção constitucional da exteriorização da opinião (aspecto positivo) não constitui cláusula de isenção de eventual responsabilidade por publicações injuriosas e difamatórias, que, contudo, deverão ser analisadas sempre a posteriori, jamais como restrição prévia e genérica à liberdade de manifestação.”


          Em seguida, observando que “a plena proteção constitucional da exteriorização da opinião (aspecto positivo) não significa a impossibilidade posterior de análise e responsabilização por eventuais informações injuriosas, difamantes, mentirosas e em relação a eventuais danos materiais e morais, pois os direitos à honra, à intimidade, à vida privada e à própria imagem formam a proteção constitucional à dignidade da pessoa humana, salvaguardando um espaço íntimo intransponível por intromissões ilícitas externas”, Alexandre de Moraes passa a decidir.


          “É exatamente o que ocorre na presente hipótese, em que há claro abuso no conteúdo da matéria veiculada, ontem, 12 de abril de 2019, pelo site O Antagonista e Revista Crusoé, intitulada “O amigo do amigo de meu pai. A gravidade das ofensas disparadas ao Presidente deste SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, no teor da matéria, acima mencionada, provocou a atuação da PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA”, escreve o ministro.


          Eis a ordem para que a reportagem seja imediatamente retirada do ar:


          “Em razão do exposto. DETERMINO que o site O Antagonista e a revista Cruzoé (sic) retirem, imediatamente, dos respectivos ambientes virtuais a matéria intitulada “O amigo do amigo de meu pai” e todas as postagens subsequentes que tratem sobre o assunto, sob pena de multa diária de R$ 100.000,00 (cem mil reais), cujo prazo será contado a partir da intimação dos responsáveis. A Polícia Federal deverá intimar os responsáveis pelo site O Antagonista e pela Revista CRUSOÉ para que prestem depoimentos no prazo de 72 horas. Cumpra-se imediatamente. Servirá esta decisão de mandado.”


          Crusoé reiteira o teor da reportagem, baseada em documento, e registra qud a decisão se apega a uma nota da Procuradoria Geral da República sobre um detalhe lateral e a utiliza para tratar como “fake news” uma informação absolutamente verídica, que consta dos autos da Lava Jato.


          Importa lembrar, ainda, que, embora tenha solicitado providências ao colega Alexandre de Moraes ainda na sexta-feira, o ministro Dias Toffoli não respondeu às perguntas que lhe foram enviadas antes da publicação da reportagem agora censurada.

 


___________________________

 

          Sendo idôneos o documento e a fonte, nada existiu de ilícito na divulgação da matéria, que se fundou em informação constante de autos de instrução probatória de procedimento público oficial. A correlação entre o codinome e o ministro, com foto na capa inclusive, nada tem de difamatório, injurioso ou calunioso, trata-se de reprodução de fatos constantes de documento público oficial.


          A censura é um ensaio para avaliar a reação do povo nas ruas. Com a liberação de Lula a qualquer momento, a censura será intensificada, incluindo prisões a granel, precedendo a liberação do leproso, o que aí porá fogo em tudo.


          Como nós dissemos aqui, esse dia chegaria. O dia em que o povo, tardiamente como na Venezuela, veria quanto custa a omissão na responsabilidade de fiscalizar a garantia de liberdade. Esse dia chegaria tarde demais. E ele chegou, é hoje. Ou o povo se levanta agora, ou seguirá de joelhos para sempre, como na Venezuela. E como acontecerá no resto do mundo, Estados Unidos inclusive.


          O país está em efetiva GUERRA. Guerra contra uma ditadura, a ditadura dos marginais de toga. O trabalho de Sérgio Moro, coitado, foi em vão. Suou sangue em defesa de um povo frouxo. De hoje não passa. Ou o país acaba com o STF ou o STF acaba com o país.


         Este "site" tem como tema a Economia. Um tribunal 100% corrupto e garantidor da roubalheira geral que come um naco anual semelhante ao antigo superávit fiscal primário é o fator primeiro de reforma econômica de um país, todo o resto é detalhe, por isso nós focamos aqui no essencial e nem tratamos de picuinhas. Que os sensíveis aprendam isso.


          Bom. Nós avisamos. Por longos dez anos. Avisamos que ia dar nisso. Fim de jogo. A República que nunca existiu, se é que existiu, está morta.

Nova pagina 1
     Globalizalização.Net
   
 
A Globalização e os Trinta Anos de Indexação no Brasil

E-Mail:
contato@globalizacao.net    
 
Copyright ©2019 Globalizacao.Net. Todos direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Globalizacao.Net! Desenvolvimento: WDSistemas Internet Solution.