29 JANEIRO 2020
05:01:21
INFORMATIVO - MATÉRIAS
19-11-2019 - QUALIDADE E QUANTIDADE - CADÁVER DO STF APODRECEU POR COMPLETO

19-11-2019   -   QUALIDADE E QUANTIDADE   -   CADÁVER DO STF APODRECEU POR COMPLETO


          Vomitamos. Quatro vezes. Doze horas de enxaqueca. É o resultado da zona de horários, mas também da nojeira toda que está em curso.


          Estamos de volta, para mais um "round" de doze horas de dor de cabeça. Ela ainda não voltou. Enquanto isso, prosseguimos.


          Em todo "impeachment" a primeira fase é a exposição dos fatos com o convencimento da parcela esclarecida a respeito do que se passa, formando-se a certeza coletiva unânime da necessidade de cassação. É o aspecto qualidade, que foi alcançado com pleno êxito. Na parcela esclarecida e ativa da sociedade é agora unânime a necessidade de cassação do STF, que não é mais um cadáver, é só um monte de ossos e poeira. O STF está morto. Enterrado. E consumido. O tribunal está completamente desmoralizado, desacreditado, deslegitimado, humilhado, destruído. Os integrantes da Corte não são mais Deuses do Olimpo que impõem respeito, reverência. Agora são simples cadáveres como Lula, Cunha, Cabral e outros criminosos comuns, perderam a aura de autoridade a ser respeitada, temida, considerada ou reverenciada. Esta é a fase mais difícil de ser rompida, a da desmoralização e da desconstrução da respeitabilidade, a caracterização técnica de que se lida com criminosos. Esta agora é uma realidade. Todas as pessoas perderam o receio de falar da corrupção no STF, pois ela é desbragada, acintosa, sem limite, explícita e cada vez mais ridícula.


          É a fase da qualidade. É unânime agora a certeza de que o tribunal deve ser cassado. Todos agora passaram a ver isso com clareza. Ninguém mais tem medo do STF, é o STF que tem medo do que vai acontecer. Inverteu-se a situação. Acusações e ameaças cretinas são coisa de quem está encurralado e não tem defesa, como a história de Gilmar Mendes de que vai processar quem disser que ele é corrupto. Ele é corrupto. E todos os outros dez comparsas dele no tribunal são também, pois quem integra organização criminosa e pratica obstrução de justiça pratica crime. E quem vive do crime cobra a sua fatura, não trabalha de graça. Corrupção, integração de organização criminosa e obstrução da justiça. É isso que se pratica no tribunal porco e desmoralizado, formado pela indicação de criminosos condenados.


          A situação é tão ridícula que Gilmar Mendes nega a realidade. Em entrevista na Globolixo, dada a um comunista ordinário, disse que as críticas a ele são feitas por robôs e que são "fake news". Sem defesa, apela para  babaquice de mentir descaradamente, como se todos fossem idiotas. Quem ainda assiste a este programa lixo realmente é um idiota. Quase ninguém mais assiste a esta merda. Veja:

 

 

 

          Vencida a etapa da qualidade, vem agora a etapa da quantidade, que é fazer crescer o movimento de repúdio, arrastando o resto do gado que segue incólume no sofá, como se nada estivesse acontecendo. Como uma campanha eleitoral, começa agora a fase dos adesivos nos veículos, as bandeirinhas, faixas e placas em toda parte, fazendo crescer quantitativamente o ambiente de repúdio à Corte de marginais. Não há mais volta quanto a isso, o tribunal segue ribanceira abaixo. E o que quer que faça só vai piorar as coisas. Veja o que disse o advogado Modesto Carvalhosa no programa da Jovem Pan, no dia 17-11 (ele reduziu a pó o tribunal e ainda explicou em detalhes a calúnia feita contra ele por Gilmar Mendes, junto com Toffoli e Alexandre, razão pela qual apresentou queixa-crime, que resultará em condenação, caso a corrupção integral no STF não impeça mais esta comprovação da depravação na Corte de vagabundos):

 

 

 

          Os protestos de 17-11, embora não tenham sido gigantescos como os anteriores, foram gigantescos na qualidade, com discursos corajosos e lúcidos a respeito da corrupção na Corte de vassalos. Os marginais da Corte foram tratados como o que são, marginais, iguais a Lula e companhia. Nem mais e nem menos, lixos completos. Era o que precisava acontecer. E aconteceu. Tudo com a ajuda de Lula, que segue aparecendo e vomitando merda, sempre relembrando do escândalo das ADCs 43, 44 e 54, que o libertaram, violando coisa julgada, em desvio de finalidade e corrupção, que desta vez se deu mediante extorsão. Ou o tribunal livrava Lula e Dirceu ou seria delatado. Esse foi o jogo.


          Na denúcia que apresentamos contra os onze vassalos do STF no Senado em 01-10-2019, tudo isso é explicado nos mínimos detalhes, sempre com uma parte técnica, formal, densa e pesada e uma reexplicação mais simples, em linguajar coloquial, para que até os não advogados entendam o que se passou.


          Na denúncia é explicado: houve três fases durante a atuação criminosa do tribunal:


          a) fase 1: de 2003 a 2015, formação da ditadura civil, em que as organização criminosas petista e peemedebista atuaram juntas, com o tribunal a serviço do crime de forma tradicional, livrando a cara de todo mundo, sempre salvando os criminosos de Sérgio Moro e atrasando o "impeachment" de Dilma Rousseff ou inviabilizando-o.


          b) fase 2: de 2015 até 2017, da AC 4070 até a ADI 5526, fase de guerra entre as organizações criminosas petista e peemedebista, na qual após ser dado andamento à denúncia de "impeachment" de Dilma Rousseff o tribunal passou a ser utilizado para perseguição de adversários da máfia petista e chantagem (a máfia petista na posição ativa e a máfia peemedebista na posição passiva); logo no início desta fase foi definido:


                    b1) prisão e afastamento do exercício do mandato de parlamentares do PMDB e PSDB, em decisões inconstitucionais (a idéia era tirar do controle do Congresso políticos do PMDB, sendo exemplo disso a AC 4070 e a ADPF 402, entre outras ações);


                    b2) acesso da Receita Federal a dados de sigilo bancário sem autorização judicial (ações que estavam em banho-maria no STF desde 2001 tiveram andamento e resolveu-se que a Receita poderia acessar dados bancários: a idéia por trás disso era possibilitar a células petistas dentro do Fisco acessar diretamente contas de políticos de máfias adversárias, como a peemedebista, para com isso se fazer chantagem);


                    b3) criada a execução penal após decisão de segunda instância; objetivo: fomentar delações, pois os já investigados ficariam com medo da prisão; Janot trabalhava para a máfia petista e comandou as delações seletivas com benefícios ilegais; bandidos do PMDB seriam então chantageados para que salvassem Dilma Rousseff de seu "impeachment"; votos a favor de Dilma no Congresso seriam trocados por favores no STF petista, com uma mão lavando a outra, esse era o plano chantagista (se o plano chantagista falhasse, todos seriam condenados e presos, tratorando-se o Congresso, deixando só a máfia petista livre);


          c) fase 3: após o fracasso do golpe da PET 7003 (delação de Joesley) e a vitória de Temer na Câmara, houve a "pacificação forçada" entre organizações criminosas ("pacificação forçada" que foi liderada por Gilmar Mendes na PET 7074 em que se julgou e não se decidiu sobre o acordo ilegal de Joesley - se não houvesse a "pacificação forçada", o STF implodiria, com todos delatando todos no impasse da PET 7074, em que os sofistas petistas da Corte queriam tornar irreversível a decisão fraudulenta de Fachin na PET 7003, homologação do acordo ilegal de Janot e Joesley).


          Nessa fase 3 os bandidos do STF petista começam então a reverter as decisões seletivas chantagistas:


                   c1) na ADI 5526 se resolve que o tribunal não pode livremente ordenar prisões e afastamentos de parlamentares;


                    c2) nas ADCs 43, 44 e 54 revertem o decidido no tema 925 de repercussão geral, acaba a execução penal após decisão de segundo grau (para tirar Lula e Dirceu da cadeia, assim como outros criminosos);


                    c3) no RE 1055941, afetado para servir de paradigma do tema 990 de repercussão geral, a idéia é reverter o decidido no tema 225 de repercussão geral (acesso da Receita a dados de sigilo bancário sem autorização judicial, tornando inútil este acesso ao proibir o acesso do MP a tais dados).


          Havia um impasse a respeito das ADCs 43, 44 e 54: qual seria a reação do público quanto a esta fraude. Por isso a demora na decisão. Elas estavam tramitando desde 2016 também (foram ajuizadas depois de decidida a execução penal após segunda instância no HC 126.292, tema 925 de repercussão geral), mas desde o início de 2017 deveriam estar arquivadas, por versar sobre coisa julgada (o tema 925 de repercussão geral). Como o feitiço virou contra o feiticeiro (Lula foi preso), houve a necessidade da reversão, com Rosa e Gilmar mudando voto antes proferidos quanto à matéria de fundo. Os dois vabagundos não tiveram um pingo de vergonha de fazer a porcaria, cometendo crime de responsabilidade clássico: mudar voto, usando para isso uma ação que versava sobre coisa julgada e impassível de conhecimento.


          Tirar Lula da cadeia era como um gordo querer fugir da cela passando por um buraco estreito. O gordo havia tentado várias vezes e estava entalado, não ia e nem voltava mais. Ficou mais de três anos entalado (de 2016 a 2019 nas ADCs 43, 44 e 54). Dirceu e Lula deram um ponta pé definitivo na bunda do STF e o gordo passou pelo buraco. Ambos foram libertos. O tribunal calculou que as ruas ficariam vazias, como estavam nos dias que precederam mais esta fraude. Mas o movimento contra o tribunal se acendeu novamente, ganhando corpo progressivamente. No dia 17 a movimentação não foi gigantesca porque era semana de feriado e quem controla os movimentos sociais é a própria máfia petista, que direcionou os protestos contra Gilmar poque almeja sua exclusão do tribunal. A máfia petista quer um tribunal de jumentos aptos a levar a cabo ações seletivas inconseqüentes, para construir uma hegemonia política pela via da perseguição judicial de adversários, com ou sem abuso de autoridade. Para este papel, Gilmar não se prestaria, ao contrário do que acontece com os petistas sofistas radicais da Corte (Rosa, Cármen, Barroso, Fachin e Fux), tidos por "santinhos" por alguns ainda ingênuos.


          Toffoli que na fase 2 estava saindo do barco petista, assim como Lewandowski, deixando a venalidade seletiva dos sofistas e rumando para a venalidade tradicional profissional de Gilmar, manteve-se assim na fase 3. E agora começa a fase 4, que não consta da denúncia: com Lula solto, toda marginalidade voltará a gravitar em torno dele. Toffoli já está voltando para o barco petista e deverá ser seguido por Lewandowski. É por isso que Toffoli está agora com acesso a dados financeiros de 600 mil pessoas, para iniciar uma fase de perseguição política e chantagem contra adversários do butim. A reação foi brutal e o vassalo petista desistiu do golpe. O crime remanesce, a despeito da revogação da decisão. Se nem o MP deveria ter acesso aos dados (segundo a decisão ilegal, criminosa e absurda), por qual motivo o juiz teria acesso? Sacanagem. Primeiro para ver o que há contra si e contra o tribunal. Depois para fazer uso seletivo das informações. E o crime de Toffoli se estende aos demais integrantes da Corte, todos omissos, em prevaricação, em conluio criminoso. Deveriam ter decretado de ofício da prisão em flagrante de Toffoli, mas nada fizeram, pois são beneficiários do crime.


          Completamente ridicularizados, seguem agora rumo ao pós-ostracismo, transferindo o peso da desgraça para Alcolumbre, que passa a estar agora no olho do furacão, tal como ficou Eduardo Cunha em 2.015. Tal como aconteceu com Dilma, já são dezenas de pedidos de "impeachment" dos "covardes" do STF petista.


          Ridicularização, desmoralização, continuidade da atuação fraudulenta, Lula falando merda na rua dia sim outro também. Resultado: a pressão sobre o Senado pela cassação deve continuar aumentando, espraiando-se para o gado inerte, que adora seguir a boiada nas "manifestas".

 

___________________________________

 

          Bastante gente por aí está desanimada, doente e triste por perder seguidores por conta de acusações de traição, oportunismo, etc. Embora existam os impostores, como explicamos aqui, a situação é complexa e não tem como ser analisada de forma maniqueísta, numa lógica de reta simples unidirecional. As coisas vão mudando, como no caso do próprio Toffoli. Era um corrupto tradicional (fase 1). Depois se tornou um corrupto seletivo petista (fase 2). Depois abandonou o barco petista, seguindo para o grupo da venalidade tradicional (fase 3). Agora está voltando novamente para a venalidade seletiva petista (fase 4). Existe ainda a "lavagem de sentenças", na qual na fraude X o fulano A acompanha a maioria, praticando crime. Depois, na fraude Y, é voto vencido, para parecer divergência sua posição X ou Y. Tudo teatro. Existem os sofistas petistas radicais (Rosa, Barroso, Fux, Cármen e Fachin), que praticaram fraudes elaboradas, em rebuscados sofismas, para esconder a venalidade (ex.: PET 7074 e restrição do foro privilegiado). Nas ADCs votaram contra os bandidos, mas era jogo de cena da minoria, em "lavagem de sentenças" fraudulentas de outros carnavais como a PET 7074 e a fraude da restrição do foro (na ação penal 937, paradigmática da proposta 115 de súmula vinculante, para tirar a competência de Sérgio Moro sem ninguém perceber). Tudo isso é explicado nos mínimos detalhes na nossa denúncia.


          Destarte, muita gente por aí está brigando uns com os outros, sendo que uns e outros não estão a par de tudo e às vezes discordam de coisas em que ambos estão errados. O "bagulho é punk". Às vezes mostramos algumas pessoas aqui, sempre com a advertência de que não foi feita uma análise integral do canal, sendo aproveitável apenas o que foi dito no vídeo mostrado. Para se ter uma idéia exata da posição de quem fala é preciso muito tempo de análise (na maioria dos casos, logo de início se percebe do que se trata, mas às vezes é preciso acompanhar durante muito tempo). O vídeo abaixo é de um sujeito que já mostramos aqui muito tempo atrás. Num de seus vídeos mais recentes caiu tudo por terra. Não é um oportunista, um infiltrado, um impostor. É como se fosse um dementado, um terraplanista da política. Num único vídeo, o sujeito falou a maior quantidade de asneiras que se possa imaginar, desmanchando sua reputação inicial e endossando as teses mais ridículas e absurdas, seguindo, da noite para o dia, do vinho da erudição isenta para a água turva das teorias-fake petistas tais como Moro ter focado em Lula, militares estarem entregando a Amazônia, Bolsonaro e Lula serem duas faces de uma mesma moeda sob controle militar e mais um pá de asneiras. Quem estava triste por ser massacrado por críticos anime-se, veja no vídeo a seguir a maior quantidade de asneiras que alguém já conseguiu falar numa única exposição (e não percam mais tempo com este sujeito):

 

 

 

          Em resumo, Moro focou em Lula porque ele não tinha prerrogativa de foro e foi um dos primeiros delatados, em conexão total, diferentemente do que aconteceu com os demais políticos, do PSDB e do PMDB, todos com foro privilegiado e sob a jurisdição do STF, que tudo fez pra salvá-los. Além disso, o STF fatiou a "Lava-jato", remetendo feitos para Brasília, Rio, São Paulo e outros Estados, sempre com o ojetivo de tirar de Sérgio Moro a competência. Foi por isso também que Moro conseguiu trabalhar rápido. Se tivesse ficado com tudo, como deveria ter ficado, os resultados não seriam tão rápidos. E o STF tirou tudo que pôde das mão de Moro porque Moro é honesto.


          No vídeo lixo não há uma palavra sequer sobre o STF petista, o responsável pela corrupção. Militares e civis mandaram no país durante décadas após o fim do Império. Mas este tempo passou. O único cérebro pensante no Brasil hoje é o de José Dirceu. O resto é gado, seja nas Forças Armadas, seja no Congresso, seja no "establishment". Bolsonaro e Lula não são duas faces de uma mesma moeda controlada por militares. Bolsonaro é apenas uma pessoa normal representativa da média do povo existente a seu tempo. Levou uma facada, não era alguém do sistema. Sua chance de ganhar a eleição era zero. A Smartmatic ou a facada não deixariam. Era para ter morrido. Sobreviveu e venceu a eleição. O governo montado no início foi uma colcha de retalhos de última hora, feita por alguém que repentinamente se viu presidente e não era para ser. Portanto, o vídeo acima é um completo lixo. E de alguém que se intitula conservador. Por aí se vê como tudo é complexo, indo da PuTaria explícita de um Alexandre Fruta impostor (no qual votamos por falta de opção) até o sujeito acima, um Olavo-fake. O próprio Olavo de Carvalho tem citado algumas pessoas, mas sem analisar a fundo os canais, caindo também em algumas ciladas.


          O óleo no mar para desviar o foco do STF é outro exemplo da bagunça. A Polícia Federal chegou ao navio grego. Agora vem a história de que falhas geológicas novas estão se formando no mundo inteiro e deixando petróleo vazar. É o diversionismo do diversionismo. O desvio de foco foi identificado e agora há um novo desvio de foco, o diversionismo do diversionismo. E assim segue a PuTaria. Como dissemos, os planos da máfia petista iriam dar errado, numa sucessão de tiros no pés.


          Yellowstone pode explodir. Seria uma rápida solução para o problema do gado e de Lula. Iriam todos para o espaço, resolvendo-se, enfim, a crise. Pelo andar da carruagem, é na verdade um Restone, um vulcão de "fake news" para tirar do foco o navio grego.


          Como visto, o "bagulho é punk". E vai ficar cada vez mais "punk".

 

________________________________________________________

 

NOSSA DENÚNCIA APRESENTADA NO SENADO CONTRA OS ONZE MINISTROS DO STF EM 01-10-2019:

 

          Veja no "link" a seguir:

 

https://drive.google.com/file/d/1jc1forISjO581qZ4N8Aw_ywp6EVJkOPK/view

 

       No "link" a seguir, tem-se um resumo da denúncia, num anexo de 36 metros de comprimento, com um esquema gráfico (em PDF), é o anexo 39 da denúncia:

 

https://drive.google.com/file/d/1DJTwRKex-1zIg80AJQYviZhm9oSHHOGJ/view

 

          Denúncia apresentada pelo Editor de www.globalizacao.net, André de Oliveira Guimarães, e pelo advogado Maurício Marcondes, OAB-SP 62.996, em 01-10-2019 no Senado Federal, em Brasília, DF.

Nova pagina 1
     Globalizalização.Net
   
 
A Globalização e os Trinta Anos de Indexação no Brasil

E-Mail:
contato@globalizacao.net    
 
Copyright ©2020 Globalizacao.Net. Todos direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Globalizacao.Net! Desenvolvimento: WDSistemas Internet Solution.